Categories
Uncategorized

A loja do chinês e as garantias

No passado dia 30 de Outubro comprei um cabo 3.5mm numa loja do chinês (bem grande por sinal) aqui da cidade para ligar o telemóvel ao carro.

Este é o tipo de material que nem sequer costumo lá comprar já para evitar chatices (a seguir vem um cabo eventualmente de longe bem melhor e pelo mesmo preço da Amazon).

Usei o cabo 2 ou 3 vezes e de repente o som começou a soar bastante esquisito quase como se tivesse um “filtro” de eliminação de voz ou algo do género bastante agressivo. Metade das frequências não eram reproduzidas, principalmente as mais baixas.

Como suspeitei logo do cabo, troquei por outro e tudo OK. Problema encontrado. Entretanto reparei que dando um jeito muito especifico numa das pontas o som era reproduzido normalmente pelo que era algum mau contacto ou curto-circuito nos fios. Nem fiquei admirado. Cabos do chinês nem podia esperar grande duração, mas durar apenas 2 ou 3 vezes enfim.

Hoje desloquei-me à loja com o cabo dentro da caixa original (só tinha um pequeno corte do lado) e fatura na tentativa que me fizessem uma troca ou preferencialmente a devolução do dinheiro. Já esperava que ia ser uma guerra mas ainda tinha esperança que devido a ser uma loja bastante grande as coisas funcionassem de outra forma e a história do “garantia do chinês é só até sair da porta” já fosse coisa do passado.

Mal indiquei o problema a resposta foi “não podemos fazer troca”. A partir daí foi um desenrolar de uma conversa um pouco mais animada que nem vou estar a descrever todos os pormenores mas entre os eventuais motivos para a não troca:

– Cabos não tinham garantia.

– Cabos só tinham garantia de 7 dias.

– Cabos tinham garantia mas só se a embalagem estivesse selada e o cabo nunca tivesse sido usado (esta foi para rir).

– Não podiam trocar porque o fornecedor não lhes trocava também.

– Não podiam fazer nota de crédito porque após 99 notas de crédito as finanças faziam não sei o quê que nem cheguei a entender bem.

– Que podem vender com garantia mas não é àquele valor.

– Na loja do chinês não havia garantia. Que se quisesse garantia tinha de ir a outro lado.

Esta última desculpa só não me ri na cara dele por consideração. Só lhe disse que fosse loja do chinês, do indiano ou do japonês, desde que estivessem sediados em Portugal tinham de cumprir à risca as leis portuguesas. Que se fosse para prescindir da garantia tinha ido comprar ao eBay por 50 cêntimos.

E mais uma infinidade de coisas que levaram sempre resposta a condizer. Entretanto pedi o livro de reclamações e ainda começou a queixar-se que assim ele tinha de ir pagar 2€ para enviar a reclamação etc etc.

Após uns 10 minutos de conversa animada, acabou por me dizer para ir buscar outro cabo mas que não havia garantia nesse! Ou seja, acabei por ficar com outro cabo que já sei que nem dois dias provavelmente vai durar também.

Isto nem é pelos 3€ que dei pelo cabo e que vou acabar por perder mas é pela atitude e pela impunidade que essas lojas têm e fazem o que querem. Compram tudo ao desbarato, têm margens enormíssimas, fartam-se de faturar, provavelmente até têm benefícios fiscais e nem uma porcaria de um cabo de 3€ que lhes deve ter ficado nem a um terço do preço trocam. Imagino a quantidade de pessoas que veem diariamente os seus direitos recusados em lojas deste género.

No fim disto acabei por sair da loja com um sentimento de uma vitória agridoce.

submitted by /u/DoubleM101
[link] [comments]