Categories
Uncategorized

Alfândega

Boa tarde, já tentei pesquisar mas não encontrei nada semelhante à minha dúvida …

Recentemente comprei no dhgate uma réplica de uma marca cara vinda da china, o vendedor declarou um valor de 17cn (acho que é aproximadamente 22€) mas claro ficou preso na alfândega, not surprised there.

Na quinta recebi uma notificação dos CTT para enviar o meu NIF, o recibo e um print screen que sirva de prova/declaração do valor pago e um printscreen que mostra qual é a mercadoria (no site do dhgate o printscreen mostra apenas uma mala e claro que sem qualquer tipo de logos ou wtv) . No entanto tenho duas dúvidas:

  1. Vi alguns posts em que as pessoas recebiam uma carta a dizer que a encomenda era suspeita de ser falsificação e como tal a encomenda ia ser enviada para a marca e poderia ser destruída e a pessoa ainda poderia ter que pagar os custos de destruição. Eu ainda não recebi a carta, apenas a notificação a informar que para desalfandegar teria que dar os tais documentos acima referidos. É normal pedirem primeiro os documentos e só depois avaliar se é contrafação ou não? Acham que o facto de no site não ter qualquer tipo de logos ou referencia à marca poderia passar sem problemas?
  2. A preencher os tais documentos… Recomendam dizer que o valor pago foi realmente o declarado ou dizer o valor verdadeiro? Eu não me importo de pagar taxas do iva e etc apenas gostaria de receber a encomenda e não sei qual seria o melhor caminho para a conseguir ter.

Obviamente vou esperar pela carta dos CTT que pode ter alguma informação extra, uma vez que no portal para fazer o desalfandegamento online pouca ou nenhuma informação há.

submitted by /u/marytbh
[link] [comments]