Categories
Uncategorized

Barómetro Covid-19 analisa excesso de mortalidade, mortalidade colateral e resposta dos serviços de saúde

https://www.ensp.unl.pt/barometro-covid-19-analisa-exesso-de-mortalidade-mortalidade-colateral-e-resposta-dos-servicos-de-saude/

Publicado a 03/11/2020

O grupo de investigação Políticas e Intervenções do Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública analisou os óbitos entre os dias 16 de março de 2020, dia em que Portugal notificou o primeiro óbito de COVID-19, e 30 de setembro de 2020, concluindo que houve um excesso de mortalidade de 12% (mais 7.529 óbitos do que aqueles que seriam de esperar com base na mortalidade média dos últimos cinco anos). 68% desses óbitos não foram causados pela COVID-19.

Segundo os investigadores André Vieira, Vasco Ricoca Peixoto, Pedro Aguiar, Giorgio Zampaglione, Paulo Sousa e Alexandre Abrantes, desde o início da pandemia, observou-se uma quebra muito significativa no número de prestações dos serviços de saúde portugueses, os cuidados de saúde primários mudaram significativamente o seu modelo de prestação, substituindo as suas consultas tradicionais por consultas não presenciais e não específicas que aumentaram 116% e observou-se também uma queda de cerca de 8% na procura de cuidados pré-hospitalares.

Consulte o working paper na íntegra.

submitted by /u/camilo12287
[link] [comments]