Categories
Uncategorized

Enfrento um ninho de vespas ou é melhor ficar quieta?

Prontos para o caos?

Neste momento vivo numa casa que remodelei num prédio de 60 anos que ainda está em nome do meu avô que faleceu há 30 anos com um contrato de Acomodato assinado pelo meu pai e pago a contribuição (IMI) com as rendas dos 4 inquilinos que ainda aqui vivem e tenho mais duas casas para remodelar.

Confusos? Eu não, já me habituei. O meu avô construiu um prédio com vários apartamentos há 60 anos, fez contratos com os inquilinos todos, dos quais sobraram 4 e cujas rendas juntas cobre (à justa) a contribuição, que foi sempre paga a tempo e horas. As partilhas foram feitas quando ele morreu e tenho cópia autenticada disso, a que a notária chamou de escritura e disse que o meu pai podia assinar o meu contrato de acomodato para eu poder pedir água e luz. Nas finanças e nos registos o prédio ainda está em nome do meu avô. Quando andei a tentar legalizar a coisa há dois anos (quando me mudei) nas finanças disseram que tinha de começar pelos registos e nos registos disseram que tinha de começar pelas finanças. Gastei o dinheiro todo nas obras, por isso pus essa guerra em pausa

A guerra agora é outra. Em que nome pôr o prédio? O meu pai na altura estava desempregado, já não está, mas não tem grande interesse em meter mais uma habitação em nome dele (ele tem a dele, que também estava na mesma partilha mas que está em nome dele, também foi construída pelo meu avô) e não está para se chatear com nada. Mas gostava de contar com as rendas para a reforma…

O meu irmão não tem qualquer interesse em imobiliário, está a estudar no estrangeiro e aos 22 anos anda à procura de bolsas de investigação e trabalho e poucas responsabilidades. Mas o património também lhe pertence e não quero que ele fique de fora e que receba o que tem direito e que tenha sempre um tecto caso a coisa corra mal.

Eu quero investir no prédio e geri-lo para que seja auto-sustentável e que dê lucro. As casas são pequenas, por isso a ideia é prepará-las para receber professores deslocados. Estou neste momento a preparar a segunda casa, para onde me devo mudar porque é mais pequena e onde estou consigo acomodar confortavelmente duas pessoas para começar a ganhar rendimento. Espero ter tudo pronto a tempo do início do próximo ano lectivo.

Posto isto, por onde começo? O prédio não está legal (quase de certeza, é daqueles casos em que para as Finanças existe para pagar contribuição e nada mais, o que é ridículo. Já tentámos o processo de legalização na casa dos meus pais e foram 5000€ para o arquitecto fazer o projeto directos para o lixo porque foi recusado), os inquilinos vão continuar por cá até se fartarem (tudo velhotes, por mim estão à vontade), eu não tenho como comprar casa por isso também vou ficar por cá algum tempo e sou a única com vontade de meter as mãos na massa.

Sugestões? Alguém com experiência em casos semelhantes?

CM Amadora, se ajudar em algum dos processos…

submitted by /u/Not_wanna_be_broke
[link] [comments]