Categories
Uncategorized

Se vais ser activista e denunciar injustiças, porquê focares-te apenas numa causa?

Se repararem, os activistas tendem a escolher uma causa, ou um conjunto de causas, e é a isso única e exclusivamente a que se dedicam, ignorando todas as outras injustiças que se passam no mundo. Não só ignoram, como frequentemente menosprezam, quando confrontados com o outro lado da moeda. Por exemplo:

Uma feminista vai dedicar-se a denunciar injustiças contra mulheres. E por vezes o que denuncia nem são injustiças. São disparates. Mas isso fica para outro tópico. No entanto, injustiças contra homens não a comovem minimamente. Outros defendem os direitos de certas etnias, mas tudo o que acontece às restantes passa-lhes ao lado. Se um verde for olhado de lado, não se calam durante os próximos 5 meses. Se o vermelho for enforcado em praça pública, nem comentam.

Para mim quem faz isto está pura e simplesmente a praticar o culto dos interesses pessoais. Não denuncias misoginia porque realmente preocupas-te imenso com o sofrimento das pessoas. Denuncias misoginia porque se calhar és mulher e é do teu interesse combater esse problema, em particular. Ou és muito feminino. Ou achas que lutar pelos direitos delas te vai conceder pontos junto das mesmas. No entanto, há quase sempre algo a ganhar, a nível pessoal.

Portanto, activismo parece ser uma ferramenta para cada um atingir aquilo que ambiciona para a sua vida, mas disfarçando-a de altruísmo, o que é sujo. No processo, criamos extremismo, dividimos a sociedade e encorajamos ódio, pois é sempre um grupo a lutar contra o outro e não a reconhecer que a realidade é que injustiças tocam a todos, em formatos diferentes, mas é o individuo que deve ser criticado, não o grupo em si. Não são os “homens” que devem ser demonizados, mas sim aqueles que fizeram mal.

Na minha opinião, alguém que realmente se preocupe com justiça, humanidade e igualdade não veste camisolas. Fala de qualquer problema que afecte qualquer grupo. Um verdadeiro anti-racismo não se dedica à BLM e esquece tudo o resto. Um verdadeiro anti-racismo tanto fala de situações em que um preto é discriminado como situações em que um branco é vítima do mesmo. Sem preferências, sem tendencionismo. Se não o fazes, a tua preocupação não é o ser humano, mas sim TU e os teus interesses pessoais. E na realidade, estás apenas a dividir. Focas-te demasiado num grupo e ignoras os outros, o que invoca conflitos e divisões.

Acho fascinante quando vejo alguém a defender igualmente diversos grupos que geralmente têm conflitos entre si. É extremamente raro, mas acho que devia de ser a norma. Infelizmente, o ser humano parece que precisa de pertencer a equipas para se sentir incluído e validado. Centrismo está praticamente morto.

EDIT: Parece que ninguém entendeu absolutamente nada do que acabei de escrever. Eu não estou a dizer que só és um activista a sério se te dedicares a protestar contra TODOS os problemas. Estou a dizer que se só te consegues focar num grupo de pessoas, e mesmo perante injustiças óbvias e mediáticas da mesma natureza cometidas contra outro grupo, não te pronuncias e ignoras por completo, então a tua preocupação não é a injustiça em si, mas sim servir os teus interesses pessoais. Óbvio que ninguém pode protestar contra TUDO, mas apenas veres um grupo de vítimas à frente denuncia-te como uma farsa.

submitted by /u/theInjusticeamongus
[link] [comments]